05/02/2019

CÂMARA APROVA OBRIGATORIEDADE NA TRANSPARÊNCIA DOS RADARES

Garantir a transparência sobre a operação do sistema de radares fixos e móveis nas vias públicas do Município é o objetivo do Projeto de Lei Complementar (PLC) 12/2018, de autoria da vereadora Telma de Souza. O trabalho apresentado ano passado foi submetido ao crivo dos vereadores na noite da última segunda-feira (4), quando ocorreu o retorno das sessões ordinárias do Poder Legislativo, e foi aprovado em primeira discussão.

 

A medida estabelece que a Companhia de Engenharia e Tráfego (CET) de Santos realize a publicidade devida referente ao funcionamento dos equipamentos de trânsito. “É um direito da população santista conhecer, de fato, o sistema operacional dos radares e sua real necessidade. Por que tantos equipamentos? Eles estão nos lugares onde realmente precisam estar? Qual o índice de acidentes de trânsito nestes pontos? A transparência permitirá que o cidadão não seja refém de uma indústria de multas”, pontua Telma.

 

O PLC 12/2018 acrescenta o Artigo 9º A à Lei Complementar 299, de 9 de janeiro de 1998. A propositura determina que a CET Santos divulgue, em seu site institucional, todas as informações referentes ao horário de funcionamento, localização, limites de velocidade dos radares fixos e móveis e relatórios periódicos de acidentes nos locais onde os radares estão instalados.

 

Leia também

PRESIDENTE DA CDH DA CÂMARA DE SANTOS EXIGE PROVIDÊNCIAS DA PREFEITURA SOBRE DECLARAÇÕES RACISTAS DE SECRETÁRIO

Ver mais

TELMA DEFENDE PRESENÇA DE PSICÓLOGOS E ASSISTENTES SOCIAIS NAS ESCOLAS

Ver mais

MATERNIDADE DO HOSPITAL DOS ESTIVADORES RESTRINGE ATENDIMENTO

Ver mais