19/09/2020

TELMA PROPÕE CRIAÇÃO DE POLÍTICA DE ECONOMIA SOLIDÁRIA 

Propositura foi elaborada em conjunto com militantes e integrantes do segmento 

A vereadora Telma de Souza apresentou, na noite de quinta-feira (17), o Projeto de Lei que define o novo marco da Economia Solidária (EcoSol) em Santos. O objetivo é criar uma política de fomento à Economia Solidária, com a criação e fortalecimento de pequenos projetos de autogestão, cooperativas, associações de pequenos produtores rurais e urbanos, e organizações de comunidades e povos tradicionais, para promover a economia local e a autonomia dos cidadãos.

O Projeto da ex-prefeita Telma de Souza foi elaborado em conjunto com o Fórum de Economia Solidária da Baixada Santista, militantes e integrantes do segmento. A propositura tem como meta assegurar a sobrevivência financeira para pessoas em situação de vulnerabilidade social. A EcoSol é uma alternativa ao desemprego e define uma nova forma de promover a economia, com foco na população local.

O público-alvo pode ser composto por pessoas em situação de rua, egressos do sistema penitenciário, povos e comunidades tradicionais e, de forma geral, cidadãos de baixa renda e baixo acesso às oportunidades.

"Com este projeto, feito a muitas mãos, além de consolidar os empreendimentos de Economia Solidária já existentes, poderão ser criados muitos outros. A Economia Solidária tem o foco no ser humano, no seu empoderamento, na sua capacidade de produzir e ter qualidade de vida e viver do seu trabalho com dignidade. Vai na contramão da idolatria ao capital, que tem como foco o lucro, mesmo que custe a exploração da classe trabalhadora", esclarece Telma.

Santos se destaca como uma das cidades pioneiras em práticas de Economia Solidária, com as lavanderias comunitárias implementadas na Administração Democrática Popular (1989-1996), durante as gestões da prefeita Telma de Souza e David Capistrano. 

A vereadora, que também preside a Comissão Parlamentar de Direitos Humanos, relata que a Economia Solidária tem como patrono brasileiro o economista Paul Singer, que foi secretário nacional desta política e recebeu homenagem póstuma de Telma na Câmara Municipal em 2018. 

Leia também

SAÚDE, EDUCAÇÃO E ASSISTÊNCIA: TELMA APRESENTA 110 DAS 200 EMENDAS AO ORÇAMENTO.

Ver mais

TELMA QUESTIONA RETORNO DOS SERVIDORES DE TRABALHO REMOTO ANTES DA SEGUNDA DOSE

Ver mais

TELMA COBRA INTERVENÇÕES ESTRUTURAIS NO CONJUNTO SANTOS “O”

Ver mais