16/01/2021

TELMA DEFENDE VOLTA ÀS AULAS PRESENCIAIS APÓS VACINA

A ex-prefeita sugere o alinhamento do ano letivo com o Plano de Imunização; vacinação de professores e cobra o pagamento de parcelas do cartão Bolsa Alimentação

Preocupada com os números alarmantes da pandemia de Covid-19, a vereadora Telma de Souza propôs à Prefeitura de Santos o adiamento da volta às aulas presenciais da rede municipal, previsto para o dia 1º de fevereiro. Em ofício encaminhado na tarde de sexta-feira (15) ao prefeito Rogério Santos e à secretária de Educação, Cristina Barletta, a parlamentar aponta a necessidade de o retorno presencial acompanhar o cronograma estadual de vacinação.

Presidente da Comissão Parlamentar da Saúde e vice-presidente da Comissão Parlamentar de Educação, Telma lamenta que o Governo Federal não tenha o Plano Nacional de Imunização. Porém, como o Governo Estadual anunciou o início da aplicação das vacinas para 25 de janeiro, a vereadora aponta que é mais seguro as aulas voltarem depois que parte da população estiver imunizada.

Telma acredita que será necessário aguardar mais algumas semanas para que os trabalhadores da Saúde e os idosos já estejam imunizados. No documento enviado ao Executivo, a parlamentar defende que professores e funcionários das escolas sejam priorizados na campanha de vacinação. 

“Somente em Santos temos mais de 31 mil casos e quase mil mortes por Covid-19. Com os alunos nas escolas, vai ocorrer o aumento da circulação do vírus e ampliação da transmissão. Se já esperamos até agora, é possível aguardar um pouco mais, dando retaguarda aos estudantes e suas famílias para a manutenção do ensino remoto enquanto for necessário”, afirma a ex-prefeita.

Medidas
Telma pontuou no ofício a necessidade de adoção de algumas medidas para o enfrentamento ao novo coronavírus com o início de um novo ano letivo. Para a presidente da Comissão de Saúde, o início das aulas presenciais deve caminhar junto com o Plano de Imunização do Estado de São Paulo, garantindo a vacinação dos profissionais de Saúde e do grupo de risco.

Priorizar a imunização dos professores e trabalhadores da Educação antes da volta às aulas também é uma das medidas propostas pela vereadora. A retomada das cestas básicas para as famílias de estudantes carentes, seguida do pagamento das parcelas atrasadas e atuais do Cartão Bolsa Alimentação, instituído pela Lei Municipal 3.681/2020, para garantir a alimentação das crianças e adolescentes, são outros apontamentos feitos pela parlamentar.
A necessidade de reforço no apoio aos alunos e professores para a retomada das aulas remotas, para suprir a falta de equipamentos e sinal gratuito de internet, e a criação de uma mesa permanente de diálogo entre a Secretaria de Educação, pais e professores concluem as propostas apresentadas pela vereadora.

“Nesse momento, devemos ter como prioridade a manutenção da vida, a segurança de alunos, familiares, professores e funcionários”, finaliza Telma.

Leia também

PL: TELMA DEFENDE AUTONOMIA DE SANTOS PARA COMPRA DE VACINAS

Ver mais

TELMA PROPÕE HOMENAGEM PELOS 120 ANOS DO BUTANTAN

Ver mais

TELMA COBRA ATENÇÃO PARA ÁREAS DE RISCO NOS MORROS

Ver mais