Últimas Notícias

05/02/2018

TELMA APRESENTA 10 PROPOSTAS PARA A SAÚDE AO PREFEITO NESTA TERÇA


Presidente da Comissão de Saúde da Câmara de Santos, a vereadora e ex-prefeita Telma de Souza apresenta, nesta terça-feira (06/02), às 15h, no Paço Municipal, ao prefeito Paulo Alexandre Barbosa, 10 propostas para a saúde de Santos voltar a funcionar e o relatório das audiências públicas realizadas nas regiões da Cidade. Elaborado com a participação de munícipes e especialistas, o material sugere a adoção de medidas emergenciais para retirar a saúde municipal da crise na qual se encontra.

Maior nome de oposição ao governo do PSDB em Santos, a vereadora do PT vai detalhar ao prefeito as reclamações e sugestões feitas pelos munícipes ao sistema municipal de saúde, registradas durante as audiências públicas realizadas em cada região da Cidade, pela Comissão de Saúde e Higiene do Legislativo. As plenárias aconteceram na Zona Noroeste, nos Morros, na Zona Leste e na Área Continental, além das que ocorreram na sede da Câmara Municipal, que fica no Centro de Santos. Durante a entrega, participarão delegados de cada região da cidade, eleitos nas audiências públicas realizadas.

Mestre em Saúde Coletiva pela UniSantos, Telma reproduz no relatório os problemas apontados pelos cidadãos e, ainda, apresenta diretrizes para cada região da Cidade. Pelas oitivas, ficou clara a necessidade de maior agilidade das consultas, da disponibilização de mais médicos e de maior regularidade e controle no fornecimento de medicamentos. Além disso, também chamaram atenção as críticas quanto às condições precárias de manutenção das unidades básicas de saúde, de serviços especializados e de equipamentos como o Pronto-Socorro e o Hospital da Zona Noroeste, bem como as obras da UPA da Zona Leste e da ZN, que estão atrasadas e precisam ser concluídas.

“Santos precisa resgatar a qualidade e a vanguarda no atendimento público de Saúde e sair da crise na qual se encontra, garantindo que as pessoas possam ser atendidas, com rapidez e qualidade, o que não vem acontecendo nos últimos anos. Há uma grave crise de gestão no setor e, para corrigi-la, é preciso que a Prefeitura adote medidas emergenciais, como as 10 propostas para a saúde de Santos voltar a funcionar, que proporcionarão impactos positivos no atendimento de toda a Baixada Santista”, argumenta a presidente da Comissão de Saúde.